Realizado sorteio das chaves do Residencial Erna Grings

Na última segunda-feira foi realizado o sorteio das chaves do Residencial Erna Grings. O empreendimento deverá ser inaugurado nos próximos dias, em data a ser confirmada pela Caixa Econômica Federal.

A administração municipal tem se dedicado a tratar as políticas públicas de habitação de interesse social com respeito e idoneidade. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação,encontram-se inscritas no CADúnico (famílias com renda de até meio salário mínimo por pessoa ou renda global familiar de até 3 salários-mínimos) 1.761 famílias. Destas estavam aptas a participar do processo seletivo do residencial Erna Grings 751 famílias, ou seja, apenas aquelas que atualizaram seu cadastro nos últimos 24 meses e cuja renda não ultrapassasse R$ 1.800,00 por família, que é a renda limite para participação do Programa Minha Casa Minha Vida faixa-1.

Neste processo de pré habilitação, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação realizou cruzamento de dados com o Cadastro Imobiliário do município, não permitindo a participação daqueles que possuem imóvel em seu nome. Em mesmo sentido foram realizadas as visitas domiciliares para averiguação de dados, isto apenas na fase pré-sorteio.

No dia 19/11/2016 a SDSH realizou de forma pública a seleção dos beneficiários, respeitando todas as regras atinentes ao processo, através de critérios eminentemente técnicos e legais, foram então selecionados 244 beneficiários como titulares e 122 como suplentes. Nesta fase foi realizado o atendimento de todos os 366 selecionados, buscando informações, cruzando dados e realizando as visitas domiciliares para verificação de informações. Após este trabalho foram excluídos 106 beneficiários, por divergência de informações ou por não se adequarem ao programa, sendo então chamados os suplentes.

De acordo com o Secretário Jefferson Muller, foram averiguadas todas as denúncias recebidas, e o cadastro habitacional foi desvinculado dos agentes políticos, dando protagonismo aos servidores concursados. “Ampliamos os atendimentos, mais do que duplicamos a busca ativa e atualização dos dados do Cadastro único. Não houve, nem jamais haverá por parte deste município qualquer espécie de privilégio ou perseguição. Lutamos no limite de nossas forças e possibilidades para fazer o que é correto e justo, e assim seguiremos até fim. Não podemos permitir que o denuncismo de alguns coloque dúvidas sobre um trabalho honesto e correto de muitos servidores, que culminará com a entrega da maior obra pública da história deste município, apenas por questões políticas”, finalizou.